Imprimir

Projeto Educação IN-SUCESSO


Vila Nova de Paiva foi um dos municípios da Comunidade Intermunicipal de Viseu Dão Lafões que aderiu ao Projeto “Promoção do Sucesso Educativo em Viseu Dão Lafões”, no âmbito da candidatura submetida ao Programa Operacional Centro 2020.
A candidatura inseriu-se na Medida 10.1.”Redução e prevenção do abandono escolar precoce e estabelecimento de condições de igualdade no acesso à educação infantil, primária e secundária, incluindo percursos de aprendizagem, formais, não formais e informais, para a reintegração no ensino e formação”.

O projeto “Educação IN-SUCESSO” insere-se num conjunto de três que foram propostos pelo Município de Vila Nova de Paiva e pelo Agrupamento de Escolas, à CIMVDL e que se encontra agora a ser implementado junto da comunidade educativa local.

logo educacao

 

DESCRIÇÃO SUCINTA
 
Com este projeto pretende-se, de uma forma articulada entre os agentes envolvidos, intervir, na tentativa de controlar os comportamentos dos alunos e aumentar o sucesso escolar. Diminuir o abandono escolar, reintegrar e qualificar no ensino e na formação, incluindo aprendizagens formais, não formais e informais focadas na melhoria do currículo dos intervenientes.
 
 
OBJETIVOS
 
» Promover uma educação através da figura de um Mediador e Psicólogo com a participação/formação dos Encarregados de Educação;
» Desenvolver/encaminhar formações e currículos para aquisição de competências ao longo da vida;
» Promover a igualdade de oportunidades no ensino prevenindo o abandono e a indisciplina;
» Fomentar cursos e workshops formais e informais para a aquisição de competências.
» Melhorar o comportamento dos alunos em contexto de sala de aula.
 

 

MEDIAÇÃO

A mediação é uma forma simples e eficaz de resolução de conflitos. Assume-se como um processo de (re)construção social, um processo educativo e uma forma de promover e valorizar a comunicação saudável permitindo a convivência em cidadania.

Princípios da mediação:
» voluntariedade, confidencialidade, imparcialidade, neutralidade, igualdade, competência e responsabilidade.
 

Papel do Mediador

O mediador está disponível para construir pontes entre os indivíduos:
» escuta ativamente;
» facilita a comunicação;
» promove a compreensão mútua;
» não julga, não sanciona, não opina, não impõe soluções;
» é um elemento neutro e imparcial que promove, facilita e orienta a comunicação para uma via saudável e assertiva.
 

Mediação em contexto escolar

O mediador ao promover a compreensão mútua e desenvolver uma comunicação assertiva , gera uma qualidade capacitadora de aprendizagem e de atuação para construir soluções conjuntas, por via do diálogo, do entendimento interpessoal e da cooperação. 

Trata-se de um processo de aprendizagem experiencial para os participantes na gestão das relações interpessoais e na resolução dos conflitos.

Através da mediação oferece-se um espaço de acolhimento, de escuta e de expressão, permitindo ultrapassar as situações de adversidade, de agressividade, de frustração ou de bloqueio. 

A mediação apoia-se nos princípios da afirmação pessoal, da cooperação, da empatia, da comunicação, da responsabilidade e dos compromissos.

O mediador estará disponível num gabinete, utilizando a escuta ativa para construir pontes entre os indivíduos de modo a promover o reconhecimento e a revalorização pessoal.

 

Tipos de conflitos em que a Mediação Escolar pode atuar:

» desavenças, boatos, difamações, insultos, ameaças, ofensas, queixas, mal entendidos, agressões;
» tensões entre professores e alunos e vice-versa;
» tensões entre auxiliares e alunos e vice-versa;
» mau comportamento nas aulas associado a conflitos mal resolvidos;
» outras situações desagradáveis ou injustas.

 

A MEDIAÇÃO propõe uma nova forma de encarar as relações interpessoais. 

» Visa alcançar a prevenção de comportamentos de incivilidade, de indisciplina e de agressão verbal e/ou física, bem como reduzir os processos disciplinares;

» Estimula a cooperação, a responsabilidade, a assertividade, a solidariedade e a justiça;

» Permite uma mudança de postura face às controvérsias e promove-se uma comunicação mais aberta que favoreça o convívio e o trabalho na escola; 

» Os alunos aprendem a lidar melhor com os seus conflitos e a responsabilizarem-se pelos seus comportamentos, assim como a criar relações de amizade.

 
CORPO TÉCNICO

Psicóloga
- Dra. Sara Pimentel

 

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso