Turismo Ambiental

Imprimir

:: Parque Botânico Arbutus do Demo

ambiental

É um dos projectos emblemáticos do concelho de Vila Nova de Paiva e, seguramente, um dos mais importantes e significativos entre os desenvolvidos nas últimas décadas. Sobretudo pelo seu carácter pluridisciplinar, abrangendo as áreas do ambiente, do lazer, do turismo, da cultura e até da ciência.

O Parque, onde se encontra reunido mais de um milhar de diferentes espécies botânicas, dispostas por famílias, usos etnobotânicos e industriais, propriedades medicinais e características aromáticas.está instalado nos terrenos do antigo Viveiro Florestal de Queiriga. Do abandono passou-se à reabilitação, em resultado de uma parceria no âmbito do Programa Interreg III B Sudoe, em que participam o Município de Vila Nova de Paiva e os promotores Beirambiente (Guarda), Espanha (Burgos) e França (Chaise Dieu).

Um espaço onde podem ser admiradas desde as pequenas briófitas às gigantescas Sequoia sempervirens, numa notável harmonia estética e ambiental. 
O Arbutus do Demo foi pensado e criado para responder de uma forma integrada, moderna e arrojada à procura de espaços de encontro entre motivos étnicos e técnicas artesanais. 
A estratégia assenta na reconstrução fiel da paisagem natural e antropogénica das terras altas do Paiva, num projecto de recuperação em que foi desejado e possível modernizar infra-estruturas no respeito pela história e passado do espaço, mantendo o sistema de águas residuais e de rega, as edificações originais e a estrutura arbórea.

A presença de uma linha de água com plantas autóctones, de um prado de aluvião natural e de um pequeno lago onde as espécies animais ripícolas se associem, asseguram alguns dos pólos de interesse do parque.
O visitante encontra ainda algumas estruturas de apoio, desde uma sala de interpretação audiovisual, a um pequeno parque infantil, parque de merendas, cais para pesca e um parque astronómico.
O pastoreio e a apicultura são actividades a desenvolver no âmbito do Parque e, com o objectivo bem definido de conferir maior visibilidade ao espaço e dinamizar a actividade dos artesãos locais, está prevista a produção e comercialização, na forma de merchandising, de produtos endógenos derivados da transformação de plantas, cogumelos e mel.  

Arbutus do Demo       
     


:: Rio Paiva

rioO Rio Paiva nasce na Serra de Leomil e atravessa o concelho de Vila Nova de Paiva na orientação E-O, e vai desaguar ao Douro, em Castelo de Paiva.

O principal afluente do Paiva dentro do concelho é o rio Covo, formado por 4 ribeiros que descem da Nave. Passa na Póvoa, Cerdeira, Touro e Vila Cova à Coelheira, indo desaguar no Paiva a poente de Fráguas.

:: Praias Fluviais

Banhado pelos Rios Vouga, Paiva, Côvo e Mau, o Concelho de Vila Nova de Paiva tem nas suas linhas de água uma enorme fonte de riqueza, paisagística, e económica, com impacto significativo nas áreas do lazer e do turismo.

Ao longo dos cursos de água existem diversas áreas vocacionadas para o lazer, nomeadamente as praias fluviais.

 PFAzenha

Quinta da Azenha

Existe uma pequena represa que proporciona condições para banho nas águas “menos poluídas da Europa”, as do rio Paiva. Na margem direita, o Clube de Caça e Pesca de Vila Nova de Paiva, desenvolveu um espaço de lazer propício a encontros familiares.

 

PFFraguas

Praia Fluvial de Fráguas

Foi recentemente objecto de melhoramentos na área envolvente e é uma das mais frequentadas na Região. Uma atmosfera aprazível e calma. Na margem direita encontra-se o núcleo urbano histórico, a esquerda quase confina com a serra, daí os declives acentuados que a tornam ainda mais sedutora.

 

PFTouro

Praia Fluvial/Parque Urbano do Touro 

Uma aposta da Câmara Municipal de Vila Nova de Paiva, não só na criação de uma área de lazer mas também na reabilitação de toda a zona central da povoação do Touro. Criou-se uma zona de banhos e na área envolvente, surgiram espaços de lazer, adequados ao repouso, à confraternização e à prática desportiva e social.

 

PFVCC

Praia Fluvial do Rio Côvo

Localiza-se em Vila Cova à Coelheira. É uma área relativamente plana, atravessada pelo rio Covo e com uma pequena ponte de pedra. No local há três azenhas com os respectivos canais de transporte de água.